16 de dezembro de 2013

Cuidados com Cabelos Coloridos no Verão

Oi, pessoas!

Como o Verão já está dando as caras aqui pelo nosso país e estamos tão pertinho das festas de fim de ano, já começam também a borbulhar as dúvidas sobre como ter cabelo colorido/descolorido e lidar com mar, piscina, sol, e Iemanjá desesperada pra levar a cor do seu cabelo para as profundezas do oceano! :x

Hoje então eu vou compartilhar com vocês algumas dicas básicas sobre como proteger seus cabelos coloridos de todas essas ameaças de verão sem ter que deixar de se refrescar nesse calor!


♣ Como Proteger seu Cabelo do Sol

Sim, pessoas! Expor diretamente seu lindo cabelinho àquele Sol das 10:30 às 15h vai remover parte da sua tintura além de que pode causar muito ressecamento devido aos raios do Sol terem contato direto com a cutícula do cabelo.
Há duas formas de proteger seu cabelo do Sol:

♧ Usar um Chapéu


 Hoje em dia há uma infinidade de modelos super bacanas para todos os gostos! Se não somos dos tipos mais "comuns" na rua, porque é que teríamos de ser comuns na praia, não é mesmo? Escolha um modelo que gosta, que tem a ver com seu estilo e encha a praia de glamour! hehe

♧ Usar um Leave-in com Proteção UV

Há vááários leave-ins no mercado que dispõe de Proteção UV (proteção solar),  inclusive alguns deles são feitos especialmente para quem pretende usar na praia ou piscina, com componentes que vão aumentar a resistência do cabelo ao cloro e ao sal do mar. Você pode aplicá-lo antes de ir a praia, e pode aplicar novamente a cada vez que sair do mar, para reforçar a proteção. Abaixo algumas sugestões:

 *Não se prendam só as sugestões pois há realmente vários no mercado,
ainda mais nessa época do ano.

- Leave-in Natura Plant Verão
- Leave-in Redken Color Extend Sun
- Leave-in Schwarzkopf Sun Protect
- Leave-in SH-RD Protein Cream
- Leave-in Acquaflora Sol, Mar, Piscina


♣ Como Proteger seu Cabelo no Mar e Piscina

O cloro da piscina e o sal da água do mar além de desbotarem a cor do cabelo, ainda podem deixá-lo mais ressecado e fragilizado. Uma dica bem bacana pra conseguir perder menos cor possível é prender o cabelo todo num coque beeem firme, bem puxado. Isso vai fazer com que o cabelo que está preso desbote bem menos, além de dar uma proteção extra para as pontinhas que são as partes que tendem a ressecar mais nos nossos cabelos.

quanto mais firme for o coque, menos o cabelo que está preso vai desbotar ou se danificar

Como citei acima, existem alguns Leave-in feitos com o propósito de reduzir os danos de mar e piscina, o ideal é aplicar bem o leave-in por todo o cabelo e depois prende-lo num coque.

♣ Cuidados Pós Praia e Piscina

Chegando em casa, siga o seguinte ritual:

Lave bem o cabelo com Shampoo afim de remover toda a areia e sal
Retire o excesso de água
Aplique uma máscara Reconstrutora de qualidade por 5 minutos (Novex não vale)
Enxague
Aplique um condicionador sem petrolatos (são mais hidratantes) e de preferência que tenha um Ph ácido
 * Não sabe o que é petrolato e porque evitá-lo? Clique aqui.

É importante que o condicionador tenha um Ph ácido pois a água do mar tem um Ph alcalino demais para os cabelos, com uma média de 7.4/8.5. O Ph alcalino faz com que as cutículas do cabelo se abram, causando desbotamento e perda de nutrientes.
ps.: pensem que um shampoo anti resíduos tem Ph em torno de 8, é como se o mar fosse um grande shampoo anti resíduos cheio de sal e areia! hehe.

Você pode também fazer o último enxague do cabelo misturando água+vinagre, pois o vinagre tem Ph ácido, esse que ajudará a regular o Ph do cabelo, fechando as cutículas do fio novamente, devolvendo brilho e maciez.


E os últimos dois lembretes:

♧  O Leave-in  com Proteção UV não só pode como deve ser usado não apenas na praia mas em qualquer momento em que você precise sair debaixo do Sol. ;)

♧  Aproveite o calor e tome seus banhos com água fria, que também ajudará a selar as cutículas do cabelo e evitará o ressecamento.

Espero que o post de hoje tenha sido útil e incentivado vocês a se jogar no verão mesmo com cabelos coloridos ! =]

Até a próxima!

7 de dezembro de 2013

Grupo ChibiRoom no Facebook!

Oi, pessoas!

Como o Blog está sempre explodindo de comentários, muitos acabam ficando esquecidos pois é muito complicado para que eu sozinha responda um a um de forma rápida.  É por essas e outras que tive a ideia de fazer um grupo para a ChibiRoom no Facebook!

Lógico que eu não quero que parem de comentar no Blog, né! Então continuarei a responder os comentários do Blog, especificamente os comentários sobre os posts mais recentes (daqui pra frente).

Mas se sua dúvida é daquelas dúvidas cabeludas e loucas (do jeito que vocês amam postar nos comentários aqui do Blog! haha), aí acho que vai ficar realmente mais fácil se postarem no grupo. Além do mais, tenho certeza que muita gente que tem experiência vai adorar ajudar a tirar as dúvidas de vocês também! (e aí não sobra tudo pra mim e todo mundo fica feliz! \o/)

O grupo é sobre Cabelos e todos os temas que abordo aqui no Blog. Espero que participem e gostem!


Para acessar o grupo é só clicar na imagem acima!

Até a próxima, povo!


16 de novembro de 2013

Minha Timelime Capilar!

Olá, pessoal!

O povo pediu, demorou, demorou, mas finalmente saiu! Sim, no post de hoje vocês vão poder finalmente matar a curiosidade e ver alguns dos vários cabelos coloridos que já tive durante essa minha vida!

Infelizmente, infelizmente MESMO, eu perdi muitas fotos de cabelos há alguns anos quando um computador meu pifou e perdi tudo que estava na HD, então alguns cabelos eu só tenho registros em fotos bem ruins, outros eu nem tenho mais registros. *todoschoramuito*

Mas basicamente foram essas as cores de cabelos que já tive. Vamos começar? =]

A Timeline Capilar da Chibi!

Não vou dizer que essa foi minha primeira experiência com cores fantasia, porque em 2003 eu testei uma tinta verde da Tec Itely que achei muito aleatóriamente numa loja de cosméticos, e que não durou duas lavagens no meu cabelo, mas...

Essa foto é de 2005, foi a primeira vez que descolori uma boa parte do cabelo e tingi com Anilina Azul. A Anilina Azul que vendia nessa época era muito complicada porque ela não diluía direito, então logo ficava super verde, era uma canseira! Eu tingi só a parte de dentro do cabelo, nessa foto eu fiz as trancinhas com o cabelo virgem pra poder mostrar melhor a parte de dentro que estava tingida.


Infelizmente só tenho esse registro desse cabelo, e a foto está péssima porque nem camera digital eu tinha na época, imaginem! O cabelo estava beeem mais maneiro ao vivo...e olha só o comprimento! T.T

Ainda em 2005 eu resolvi descolorir o cabelo todo e tive minha primeira experiência com tinta fantasia. Escolhi a cor Cherry Bomb, da marca Special Effects. O único site que vendia essa tinta na época era um chamado GarmentDistrict, que hoje em dia nem sei se existe mais. Só sei que comprei desse site por um booom tempo!


Sim, essa cor é BEM neon! Me apaixonei demais por esse cabelo, fiquei com ele dessa cor até o final de 2006.

Na foto abaixo é ele mais desbotado, ele costumava desbotar pra um vermelho claro levemente rosado. É daquelas cores que desbota em tons bonitos, sabe? Dava pra ficar uns 2 meses sem retocar, só se divertindo com as tonalidades diferentes.


Outra coisa legal da Cherry Bomb, é que ela não fica feia mesmo com raíz pretona. Mais um dos motivos pelo qual essa cor vale muito a pena! E na foto abaixo vocês podem ver pela primeira vez as ondas naturais do meu cabelo. =]


No finalzinho de 2006 eu comecei a usar a tinta Atomic Pink, da Special Effects. Não descolori a Cherry Bomb, simplesmente deixei ela desbotar bastante e fui aplicando a Atomic Pink por cima.


Aos poucos ela foi ficando cada vez mais rosa.


Até ficar no tom mais característico da Atomic Pink, isso depois de uns bons meses. Eu fiquei com essa cor por quase 1 ano também, porque assim como a Cherry ela não necessita de uma descoloração tão claríssima, não fica feia com raíz e demora muito pra desbotar e ficar estranho a ponto de precisar retocar.


Cheguei a fazer uma mechinha roxa, provavelmente foi com anilina violeta.


No final de 2007 eu resolvi deixar o cabelo rosa clarinho. Na época eu lembro que tive que fazer 6 descolorações pra conseguir tirar Cherry e Atomic do cabelo. Meu cabelo ficou bem fragilizado e hoje em dia eu não recomendaria isso de jeito nenhum! Mas na época não tinhamos acesso tão facilitado a produtos de qualidade, nem tantas dicas na internet como é hoje, então era comum ir fazer mutações capilares munido apenas de valentia, muita valentia! haha


O rosa claro era uma cor chatinha de manter. Particularmente acho bem feio cabelo em tom pastel ou platinado com aquela baita raíz preta aparecendo, porém eu não tenho paciência pra ficar fazendo raíz todo mês. Além de que tinha que retocar o rosa frequentemente pois com as lavagens ele ia ficando cada vez mais salmão. Hoje em dia eu teria misturado um pouco de tinta roxa no rosa claro, que com certeza demoraria muito mais pra alaranjar. Fikdik ;)

olha como meu cabelo perdeu volume depois das 6 descolorações! T.T

Depois que pintei de rosa claro, também tive que começar a descolorir meu cabelo duas vezes no retoque de raíz pra conseguir a base certa. O cabelo tem que estar platinado pro rosa claro pegar do jeito que a gente espera, e meu cabelo com uma descoloração só geralmente fica aquele amarelo gema de ovo. Ou seja, maaais trabalho!

E na foto abaixo vocês podem conferir um penteado engraçado e vários erros de descoloração lá na raíz! xD


Fiquei uns 6 meses com o rosa até que enjoei, em Maio de 2008 fiz uma mistura de Blue Mayhem da Special Effects diluída em creme branco, bem clarinho, e o resultado foi esse aqui:


O azul anulou o salmão do rosa, cobrindo super bem a cor anterior sem precisar de descoloração, ainda que a cor tenha ficado bem irregular. Entretanto eu curti o resultado e deixei a cor ir desbotando pra ver qual seria a próxima surpresa.

E eis que meu cabelo foi acinzentando, acinzentando...


Até que ele começou a ficar LOIRO! D=


Isso foi na viradinha entre 2008/2009, na época eu estava procurando emprego, então resolvi manter o loiro por um tempo.


Lógicamente que eu me estranhei demais sem cor nenhuma, então resolvi brincar fazendo algumas mechas.

Na foto abaixo o azul é a Blue Mayhem da Special Effects.



Nessa abaixo as mechas foram pintadas com Violeta Genciana.


E aqui eu usei Atomic Pink da Special Effects diluída em creme, pra ficar esse tom um pouco mais claro do que a Atomic pura.


Do final de 2008 até Junho de 2009 eu passei basicamente com o cabelo loiro e fazendo mechas. Não tenho fotos de todas as combinações que fiz, infelizmente.

Na foto abaixo eu usei a tinta Rubine, da Directions. Como a base certa pra Rubine é um cabelo num loiro beeem mais escuro que o meu, ela acabou desbotando pra esse rosinha bacana aí.


Em Junho de 2009 resolvi voltar as origens, voltar pro vermelhão. Porém tive que escurecer um pouco o loiro, ou então qualquer vermelho que eu usasse ia desbotar para rosa bem rápido!

Foto horrenda, mas só pra vocês terem uma ideia. Eu usei Henna Surya pra esse loiro.

camiseta de descoloração hauuhauhauha

E com a base mais bacana pro vermelho, usei a Vampire Red da Manic Panic.


A cor da Vampire Red recém aplicada é linda demais! Mas o que me chateou com essa tinta foi que ela desbotou rápido demais, pra um tom MUITO rosa, mesmo com a mudança do loiro. Pra quem já viveu feliz com Cherry Bomb, acabou que deixei a Vampire de lado...

...e resolvi ir de Blood Red, da Special Effects!


Fiquei com essa cor de Julho de 2009 até Junho de 2010. Blood Red é fantástica, mais uma cor aprovadíssima! (a Special Effects é show demais para vermelhos e rosas!)

Depois do longo período vermelho, resolvi pintar de laranja pela primeira vez. A cor usada foi a Coral Red, da Directions.


A princípio a cor ficou bem mais neon que na foto acima, o que não gostei nadinha. Mas aos poucos foi desbotando pra um laranja mais razoável.


Infelizmente não me curti de laranja. Sei lá, não é minha cor. Me diverti bem mais quando o cabelo começou a desbotar e ficar cada vez mais amarelo. Aí tonalizei com anilina amarela e o resultado foi esse:


Eu gostei do cabelo amarelo mais do que vocês imaginam! O único, único problema do amarelo, é que eu perdi mais da metade do meu guarda-roupa por causa dele, porque as únicas cores que ele combinou foram o Preto, o Branco e o Rosa. Qualquer outra cor de roupa que eu usasse ficava MUITO estranho, destoava demais!

Ainda assim eu brinquei com essas cores por mais um tempo.


As mechas rosas são apliques.


Brincando com maaaais apliques!


Até que finalmente decidi começar minha vida Azul, em Outubro de 2010. Resolvi começar nos azuis escuros, e fui de Atlantic Blue da Exotic (eu apliquei ela em cima daquele amarelo,  só na segunda aplicação a cor pegou escuro e uniforme).

Esse tom de azul, mais puxado pra azul petróleo do que pra aquele azul meio roxo, é tudo de bom! Melhor ainda que eu não precisava de base loiro claríssimo pra essa cor, então só 1 descoloração já era suficiente. =]


Eu fiquei com essa cor até Março de 2012. A durabilidade era bacana, e também não ficava estranho mesmo com raíz.


Nesse período azul escuro cheguei a testar também a Night Sky da Candy Color, que é um daqueles azuis mais puxados pra roxo:


Preferi o tom de azul da Atlantic, mas realmente não tenho do que reclamar da Night Sky, pois é o tipo de tinta que cobre o que vier e tem ótima duração, sempre recomendo pro pessoal!

Em Março de 2012 fiz duas neutralizações (aquela que explico aqui no Blog) para tirar o Azul Escuro e passar uma mistura de Lagoon Blue e Turquoise, ambas da Directions. A princípio a cor ficou bem mais escura do que a foto abaixo, mas a medida que foi desbotando eu gostei bastante.


 Na foto abaixo eu usei apenas a Turquoise da Directions. Sempre misturo com um pouco de anilina verde, pra ficar no tom certinho que gosto.


Cheguei a fazer algumas mechas rosas no turquesa, mas mantive-as por no máximo 1 mês, já que logo ficavam violetas e eu que sou super perfeccionista com cor, já começava a ficar neurótica! haha

Foram 4 aplicações de Dekap Color pra deixar o Turquesa loiro e poder passar o rosa (anilina rosa). Por isso que sempre falo pra vocês usarem o Dekap Color pra tirar cor ao invés de Soap Cap ou Descoloração. Precisa aplicar uma quantidade considerável de vezes, porém não danifica o cabelo, o que já faz valer mais a pena do que outros métodos.



Fiquei com cabelo longo Turquesa até Julho de 2013, que foi quando cortei o cabelo pela primeira vez na vida! hehe

Testei a Pine Green da Crazy Color, que ao contrário das fotos de referência, ficou mais verde do que eu queria que ficasse! Ela é aquela típica cor que sai "Teal" na maioria das fotos, mas ao vivo é só um verde escuro.  Só. =(


 Pior que não me identifiquei com essa cor, ainda mais com o cabelo curto que já era algo novo pra mim.

Usei então a Peacock Blue, da Crazy Color.


A duração dessa cor é absurda! Eu querendo que ela desbotasse logo pra voltar a passar Turquoise, e nada dela desbotar! haha
Apliquei Dekap Color duas vezes e consegui esse tom fofíssimo abaixo:


Depois passei minha Turquoise novamente, e estou assim até o presente momento, Novembro de 2013:

É, não tinha foto melhor pra colocar. hehe

Como puderam ver, apesar de eu pintar meu cabelo em cores fantasia direto desde 2005, eu não sou do tipo que muda a cor do cabelo com frequência. Geralmente fico 6 meses, 1 ano com a mesma cor, o que acho bacana porque marca bem cada fase da minha vida, sabe? (tipo aquele filme "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças" mesmo!)

Agora estou aqui no Turquesa, faltando 3 meses pra completar 2 anos. Me identifiquei com essa cor de um jeito que não tenho coragem de mudar de cor, me sinto 100% eu com ela! <3

Espero que tenham gostado do post, e até a próxima! o/


19 de outubro de 2013

Quando parar o Cronograma Capilar?

Oi, gentchy!

Ta aí uma pergunta frequentíssima nos grupos do FB e nos comentários daqui do Blog. Nem sei como não tinha falado sobre isso ainda por aqui! Bem, hoje vou explicar pra vocês qual o melhor momento para terminar o seu Cronograma Capilar. =]


O que é o Cronograma Capilar?

O Cronograma Capilar é uma sequencia de tratamentos numa ordem específica, com produtos/componentes específicos que vão dar ao seu cabelo tudo que ele precisa para se manter firme mesmo após uma descoloração. Pra quem ainda não sabe do que se trata, vocês podem ler mais sobre o Cronograma Capilar clicando aqui.

Quando Começar o Cronograma Capilar?

Você pode começar a praticar o Cronograma Capilar a qualquer hora. Ele geralmente é mais indicado para cabelos que estão com algum problema em que nenhum produto está conseguindo realmente resolver, ou cabelos realmente muito danificados, com vários tipos de problemas acontecendo ao mesmo tempo (ressecamento, "emborrachamento", quebra, pontas duplas, cabelo quebradiço, porosidade, etc).

 O Cronograma Capilar, quando feito com disciplina e produtos de qualidade, salva muitos cabelos que estavam "no bico do corvo"! Recomendo de olhos fechados! ;)


Quando parar o Cronograma Capilar?

Você pode parar o Cronograma Capilar quando notar que seu cabelo está saudável e estabilizado dessa forma.  

Vamos supor que você já faz o Cronograma há alguns meses, seu cabelo está bonito, então você pega 1 semana e não faz Cronograma nenhum:

1 - Se durante ou após essa pausa, seu cabelo começar a ficar muito ruim ou fraco novamente, significa que você deve retornar ao Cronograma Capilar.
2 - Se o seu cabelo continuar bacana com essa pausa, então você pode parar de fazer o Cronograma Capilar, usando produtos de tratamento apenas 1 vez na semana, ou de acordo com o que seu cabelo necessitar.

No caso da opção 1, você deve retornar a prática do Cronograma Capilar tradicional, fazendo os procedimentos na ordem: Hidratação, Hidratação, Nutrição | Hidratação, Nutrição, Nutrição | Hidratação, Nutrição, Reconstrução.

Se você já pratica o Cronograma há alguns meses e não notou a melhora que imaginava, pode ser o momento de trocar os produtos por produtos melhores, ou pode ser que seu cabelo realmente não tenha mais jeito, aí só cortando mesmo.
ps.: Cabelo cresce, galera! Melhor ter cabelo curto bonito do que cabelo longo todo espigado. Fica a dica! ;)


No caso da opção 2, o ideal é que você já esteja entendendo bastante de danos e de Cronograma, pois você deixará de fazer o Cronograma na ordem, porém continuará tratando o cabelo dependendo do que ele precisar. Por exemplo, você parou de fazer o Cronograma porque seu cabelo está bacana, do jeito que queria. Aí você vai ficar uma semana sem fazer tratamento nenhum, só na base de Shampoo e Condicionador. Fica tudo certo na primeira semana, tudo certo na segunda, e aí na terceira quando você vai secar o cabelo, percebe que algumas partes estão meio elásticas. Aí o que você faz? Na próxima vez que for lavar, você faz uma Reconstrução antes. Aí continua a vida sem o Cronograma, e só vai fazer outro tratamento específico caso surja outro problema no seu cabelo. Se acontecer do seu cabelo estar meio "emborrachado", ou poroso, você vai fazer uma Nutrição. Se ele estiver sem brilho, áspero, você vai fazer uma Hidratação. Só precisa retornar ao Cronograma caso não esteja conseguindo resolver o dano que surgir apenas usando a etapa referente àquele dano.


Pra quem vai parar de fazer o Cronograma (e especialmente no caso de quem descolore o cabelo), algumas dicas valiosas:

- Use Shampoo Sem Sulfato. Eles limpam muito bem e não retiram tanto da oleosidade natural do couro cabeludo (essa que é muito saudável e nutre os cabelos naturalmente). O Shampoo Sem Sulfato não agride os fios como os Shampoos comuns. Pra cabelo descolorido saudável, especialmente se os seus finos são naturalmente finos, eu diria que o Shampoo Sem Sulfato é essencial. O que uso e recomendo é o Bonacure Color Save, da marca Schwarzkopf.


- Use Condicionadores com componentes realmente Hidratantes, e que não possuam Parafinas (Óleo Mineral, Paraffinum Liquidum, Isoparafin). Os produtos sem Parafinas tendem a ser bem mais Hidratantes do que os produtos com parafina, que costumam mais mascarar os fios do que realmente tratar. Quando você usa um Condicionador sem Parafina e com vários ativos Hidratantes/Nutrientes (geralmente extratos de plantas ou frutas, também alguns óleos ou manteigas), você está não apenas condicionando o seu cabelo, mas também tratando-o, e esse tratamento rápido durante o banho vai ser tudo de bom na sua vida agora que não precisa mais fazer o Cronograma. 
Eu recomendo qualquer condicionador da FarmaErvas que não tenha Parafina (alguns tem, outros não, aí você precisa ler os ingredientes antes de comprar). Recomendo também o Condicionador da linha "Cuide-se Bem" do Boticário. Mas vale qualquer condicionador que esteja dentro do que especifiquei aqui, é só deixar de preguiça e ler os componentes, galera!


- Use um produto Termo-protetor SEMPRE que for secar o cabelo no secador. Não adianta ter caprichado no Cronograma por tanto tempo, pra depois sacrificar todo seu trabalho secando seu cabelo sem algo que proteja o fio de parte dos efeitos do vento e calor. É essencial também que use um produto de qualidade, vale a pena gastar uma graninha a mais. Eu uso o GHD Heat Protect Spray, e uso o Small Talk da Tigi/Bed Head.


- Abandone a Chapinha. Sei que muita gente vai fazer cara feia, mas é a real. Imaginem que a chapinha é um "ferro quente" em contato direto com seu fio. Se feita com frequência, é óbvio que vai chegar uma hora que seu fio não vai mais aguentar, vai começar a ficar cada vez mais quebradiço, mais ressecado, e as pontas cada vez  mais duplas, triplas, quadruplas! Se você não consegue viver sem seu cabelo liso, é MIL VEZES MELHOR fazer uma escova bem feita (usando termo-protetor de qualidade, como disse acima). Se caprichar na escova o seu cabelo já vai ficar bem lisinho, não precisando de chapinha. Eu faço chapinha apenas na minha franja, e apenas nos dias que acordo com ela amassada demais. A minha franja fica entre os olhos e as sobrancelhas, e como mantenho ela nessa altura, acabo tendo que cortar com frequencia, o que acaba não dando tempo suficiente para que o fio se "sobrecarregue" de tanta chapinha e comece a ter problemas. Agora, se pretende deixar o cabelo crescer, ou tem o cabelo longo, fuja da chapinha como o diabo foge da cruz! hehe


- Use um Leave-in/Finalizador. Caso costume deixar seu cabelo secando natural, pode usar o Leave-in com o cabelo molhado, ou pode usá-lo depois de seco (aí vai depender do produto que escolher e do que melhor se encaixar no seu cabelo, vale testar pra ver o que surte um efeito melhor!). Caso seque seu cabelo no secador, aí com o cabelo molhado você aplica o produto termo-protetor, seca o cabelo todo, e com o cabelo seco você aplica um Leave-in pra finaliza-lo. O Leave-in além de deixar o cabelo mais brilhante e disciplinado (perfeito pra depois de terminar de fazer aquela sua Escova, como comentei acima), ainda protege do atrito entre os fios evitando que formem-se muitos nós, e também protege das agressões do dia-a-dia. Se você costuma sair muito debaixo de Sol, use um Leave-in com proteção solar. 


- Se você descolore o cabelo, use Descolorantes de qualidade. Quando você usa um Descolorante de qualidade, seu cabelo não vai se danificar tanto quanto usando outros descolorantes, o que fará com que fique muito mais fácil de cuidar sem precisar fazer malabarismos ou gastar uma grana alta em produtos que não vão resolver o problema. Muitas vezes o dano da descoloração é fatal, especialmente nos casos em que o cabelo é descolorido mais de 2 vezes (seguidas ou não). Eu recomendo o Supermeches da Alfaparf, ou o Blonde Me da Schwarzkopf. 
ps.: lembre-se sempre de fazer um teste de mecha antes de descolorir o cabelo todo, para ver se o descolorante que comprou é o ideal para seu cabelo.


Espero que o post de hoje tenha tirado mais algumas dúvidas de vocês. Qualquer dúvida referente ao término do Cronograma Capilar, basta deixar um comentário. ;)


Até a próxima, galeris! o/