9 de fevereiro de 2018

Meu Ritualzinho Pós-Descoloração para Cabelos Sensíveis

Olá, pessoas!

Como alguns já devem ter notado, desativei meu canal do youtube há algum tempo. Não tenho intenção de ativá-lo novamente, ao menos não tão cedo, por inúmeros motivos! Um deles, é porque não tenho conseguido me dedicar, já que canais do youtube precisam de movimento para que tenham uma certa relevância, e outro grande motivo  é o fato de que tenho estado completamente envolvida em outro projeto, muito mais legal, e que apesar de ainda não ter uma data certa para divulgação, eu garanto que ainda esse ano poderei trazer a vocês as novidades! Então não fiquem chateados comigo, e fiquem de olho que vai ter novidade SIM! <3

Como no canal havia muito conteúdo que simplesmente não existe aqui no Blog, e muita gente tava me pedindo para reativar o canal devido a esses conteúdos que foram "perdidos", decidi passar esse conteúdo aqui para o Blog, para que a informação permaneça acessível a todos. =]

Um dos videos que estava sendo pedido de volta, é o video sobre o "Meu Ritualzinho Pós-Descoloração", então começaremos com este!


O que é o "Ritualzinho Pós-Descoloração"

Este foi o nome que dei a uma série de procedimentos que efetuo sempre em meus cabelos assim que faço uma descoloração. Como costumo ficar por mais de 1 ano com a mesma cor, costumo fazer esse processo após meus retoques de raiz.

Para quem esse procedimento é indicado?

Para todos que desejam manter seus cabelos menos vulneráveis assim que fizerem uma descoloração.


 O Ritualzinho Pós-Descoloração:

Ok, você aplicou a mistura descolorante em seus cabelos, deixou o tempo de repouso, e agora irá partir para o enxágue do descolorante. É aí que damos início ao ritualzinho pós-descoloração!


Passo 1: Água
"Retirar excesso de descolorante em água corrente".

Com cuidado, sem tentar pentear demais os fios para não haver risco de quebrá-los, remover excesso de descolorante em água corrente.


Passo 2: Condicionador
"Deixar o excesso de descolorante sair do cabelo apenas com utilização de água. Ao perceber que o excesso de descolorante foi removido, aplicar um condicionador em todo o comprimento do cabelo, sem massagear muito, apenas o necessário para aplicação. Aguardar cerca de 1 minuto, e enxaguar com água".

Muitos costumam começar o processo de remoção do descolorante com o Shampoo, entretanto eu realmente não acho essa a forma mais adequada de remover "o grosso" do descolorante, e eu vou explicar para vocês o porquê:

A descoloração é um processo que, para remover a melanina do cabelo, acontece em pH alto, pH denominado como Alcalino/Básico, chegando num pH em torno de 12 ou 13 na escala de pH.

escala de pH, de 0 a 14

O pH neutro do cabelo é o pH 5. Esse é o pH encontrado no sebo natural que envolve os nossos fios e que serve como proteção das cutículas e córtex. No cabelo, todo pH abaixo de 5 será considerado Ácido, e acima de 5 será Alcalino/Básico. Para terem ideia, shampoos comuns com sulfato geralmente tem pH 7. Shampoos Anti Resíduos, que são shampoos bastante fortes já que visam abrir as cutículas mais do que os shampoos comuns, para maior remoção de impurezas, possuem pH 8 ou até 9. São shampoos que quando utilizados você já percebe os fios bem mais ásperos e com tendência ao ressecamento. Então imaginem uma descoloração, onde o pH fica em torno de 12 ou 13! É um procedimento que deixa os fios extremamente vulneráveis! E ao aplicar o shampoo, você não só manterá  o cabelo num pH básico, como ainda estará depositando nos fios agentes limpantes (tensoativos aniônicos), cuja função é remoção de impurezas no cabelo, mais especialmente na parte oleosa do cabelo. Como o cabelo já se encontra vulnerável, com as cutículas bem abertas, aplicar um shampoo manterá os fios bem ásperos, embaraçados, e ainda pode remover nutrientes das cutículas e do interior do fio, já que o córtex fica mais exposto com as cutículas que foram abertas na descoloração.

Portanto, o ideal é começar aplicando um Condicionador, já que os condicionadores possuem pH em torno de 4, um pH considerado ácido aos cabelos, cuja função será deixar as cutículas mais fechadas, além dos agentes condicionantes e emolientes, como os tensoativos catiônicos e os alcoóis graxos, que vão deixar o cabelo mais solto, mais macio e mais fácil de pentear. Ao enxaguar o condicionador, você vai sentir que muito dos resíduos de descolorante estão deslizando mais facilmente pelos cabelos, sem empecilhos, e sem tanto risco de quebra por áspereza e emaranhamento.


Passo 3: Enxágue com Vinagre
"Preparar uma solução de 500ml de Água para 2 colheres de sopa de Vinagre, resultando numa solução com pH em torno de 2. Misturar bem. Retirar excesso de água dos cabelos e despejar nos fios toda a solução preparada".

O enxágue com vinagre é um procedimento que, assim com a aplicação do condicionador, vai ajudar a baixar o pH dos fios, fazendo com que as cutículas não fiquem tão abertas e o interior do fio exposto. É um procedimento muito importante, especialmente no caso de fios que ficaram muito fracos ou com problemas de elasticidade pela descoloração. Para dicas de como identificar e resolver problemas de elasticidade, confiram o post: Guia dos Cabelos Elásticos / Quebradiços.


Passo 4: Aplicação de Shampoo
"Aplicar somente na raiz/couro um shampoo suave, preferencialmente sem sulfato ou com pH de no máximo 6, para remover resto de resíduos de descolorante".

O shampoo não precisa ser um shampoo forte. Não há necessidade de limpeza profunda, até porque ela pode ser perigosa para cabelos que se encontram em estado vulnerável, enfraquecidos. O ideal é que seja um shampoo suave, apenas para remover excesso de resíduos presentes no couro cabeludo.


Passo 5: Máscara de Reconstrução
"Com o enxágue do shampoo, retirar o excesso de água dos cabelos e aplicar uma máscara de reconstrução potente. Deixar agir por entre 3 a 5 minutos".

Em toda descoloração há perda de proteína. A aplicação de uma máscara reconstrutora vai garantir que parte dessa proteína seja reposta o quanto antes, ajudando a manter o fio íntegro e menos vulnerável.


Passo 6: Enxágue com Vinagre
"Preparar uma solução de 500ml de Água para 2 colheres de Vinagre. Misturar bem. Retirar excesso de água dos cabelos e despejar a solução preparada nos fios".

Mais um enxágue com vinagre, para garantir de que a reconstrução se fixará nos fios.


Passo 7: Condicionador (opcional)
"Algumas máscaras de reconstrução tendem a deixar o cabelo com aspecto meio rígido. Se for o caso, aplicar o condicionador uma última vez".

A rigidez pós-reconstrução é algo que varia muito de marca para marca, de cabelo para cabelo, e da condição do cabelo de cada um. Se após enxaguar o reconstrutor ou após o último enxágue com vinagre, sentir os fios ásperos, pode aplicar novamente o condicionador visando melhorar a penteabilidade dos fios.


Passo 8: Queratina Liquida
"Retire o excesso de água do cabelo, aplique a queratina líquida com utilização de frasco spray por todo o cabelo, aguarde 5 minutos e vá para o próximo passo. A queratina utilizada deve ser um produto sem enxágue".

Esse passo deve ser feito pós-banho, pois não haverá enxágue. Ele é indicado preferencialmente para cabelos que são descoloridos até tons claríssimos, como base para platinados ou tons pastel. Por mais que se use um descolorante de qualidade, toda descoloração remove massa/proteína, e quanto mais intensa a descoloração, maior a perda protéica. A queratina liquida servirá para repor a massa perdida, dando força para as cutículas, tirando o fio de seu estado de vulnerabilidade característico pós-descoloração intensa. Minha queratina líquida favorita continua sendo a da BioExtratus.


Passo 9: Termo Protetor
"Aplicar um termo protetor de qualidade por toda a extensão dos fios, secar com cuidado no secador de cabelo em temperatura média".

Como a queratina é um componente termo-ativo, vai aderir melhor aos fios se estes forem submetidos ao calor. Por mais que o secador de cabelo seja prejudicial aos fios se usado de forma exagerada e incorreta, para fios que estão fracos, muitas vezes deixar secar ao natural não é a melhor opção, pois fios molhados são mais vulneráveis e mais sujeitos a quebra. O ideal é secar os cabelos com cuidado, com muito amor e carinho no coração, e numa temperatura que não seja altíssima. Para controlar a temperatura, vire o jato de ar para sua pele, ele não deve queimar sua pele.


Passo 10: Finalizar com Serum
"Nos cabelos secos, aplicar um serum/leave-in de sua preferência".

Os seruns servem como protetores dos fios, criam uma camada que vai repelir absorção de água do ambiente, proteger de raios uv, de poluição e outros agressores externos. Toda proteção é válida para cabelos que acabaram de passar por processos agressivos.


E esse é o final do ritualzinho. Recomendo muito testarem esse método, vai evitar muita quebra desnecessária, e já vai dar aquele "boost" no cabelo, para ele aguentar bem durante as próximas rotinas de tratamento!

Vale dizer que o ideal é não lavar o cabelo tão cedo quando você acaba de descolorir. Isso vai fazer com que o couro cabeludo volte a produzir seu sebo natural, que visa proteger tanto o couro quanto os fios. Vai também garantir a fixação dos tratamentos. O ideal é ficar ao menos 3 dias sem lavar, quanto mais puder, melhor! E na próxima lavagem, caso perceba que os fios ainda possuem certa fragilidade devido a descoloração recente, fazer uma nova reconstrução, deixando 20 minutos como tempo de pausa, aplicando diretamente no cabelo seco. Eu recomendo o RMC Azul da Amend para esse procedimento, ele permanece meu reconstrutor preferido, muito melhor do que os reconstrutores da Lola, por exemplo (ao menos no meu cabelo). 

E aquele questionamento que todo mundo sempre faz e sempre continuará fazendo, já deixo respondido:

Pergunta: Mas Chibi, queratina em excesso quebra o cabelo!

R: A queratina só estará em excesso se aplicar num cabelo que não está precisando de queratina! Entretanto, todo cabelo em pós-descoloração, especialmente cabelos descoloridos para tons claríssimos, estão implorando por reposição de massa. Se o seu cabelo começar a quebrar depois de uma descoloração desse tipo, acredite, não vai ser por excesso de queratina, mas sim por enfraquecimento do fio devido a descoloração feita de forma inadequada ou em cabelos que já não estavam em condições de recebe-la. Além de tudo, excesso de queratina é um dos problemas mais simples de resolver no mundo capilar, basta uma umectação com óleos vegetais 100% puros. Quem dera queratina fosse tão irremovível, pois se fosse, nossos cabelos não se enfraqueceriam com tanta facilidade.

Por enquanto é isso. Em breve mais conteúdos aqui no Blog. =]

Até! o/

0 comentários:

Postar um comentário